Slideshow Image 1
Slideshow Image 2
Slideshow Image 3
Slideshow Image 4
Slideshow Image 5
Slideshow Image 6
Slideshow Image 7
Slideshow Image 8

Autoridades decidem pelo fechamento dos comércios para combater propagação do Covid-19

24/03/2020 16:57

Hoje, 23, uma reunião com a Administração Municipal, vereadores de Aquidauana, membros do Conselho Municipal de Saúde, 9° Batalhão de Engenharia e Combate, Ministério Público Estadual, diretoria, médicos e enfermeiros dos hospitais Funrural, Regional e CASSEMS, definiu a suspensão dos atendimentos presenciais nos comércios de Aquidauana.A decisão das autoridades constituídas na reunião originou no decreto municipal n° 040, publicado hoje, 23, ao final da tarde no Diário Oficial Municipal.Pelo decreto fica suspenso, de 24 de março de 2020 a 07 de abril de 2020, o atendimento presencial ao público no interior dos estabelecimentos comerciais de Aquidauana.O decreto não se aplica às atividades internas dos estabelecimentos comerciais, bem como à realização de transações comerciais por meio de aplicativo, internet, telefone ou outros meios de comunicação similares e os serviços de entrega de mercadorias e bens (delivery).Poderão continuar funcionando: farmácias, hipermercados, supermercados, mercados, açougues, padarias, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos, postos de combustíveis, loja de vendas de alimentação e produtos para animais e outros que vierem a ser definidos em ato conjunto expedido pelos órgãos oficiais.As lojas de conveniências, distribuidoras de gás, lojas de venda de água mineral, restaurantes e lanchonetes funcionarão exclusivamente com delivery, sendo vender ao consumidor diretamente no estabelecimento.O diretor executivo do gabinete, Wezer Lucarelli explicou que "a decisão de suspensão dos atendimentos presenciais foi tomada considerando a pandemia do Coronavírus - COVID-19, momento em que a Administração Pública Municipal precisa adotar toda e qualquer medida visando evitar e/ou minimizar a propagação da doença em nosso município".O prefeito Odilon Ribeiro disse que a Administração Municipal tem ciência da dificuldade econômica para o comércio com essa decisão."Mas estamos lidando com um vírus que está matando em todo o mundo e está chegando perto de todos nós, do nosso povo, das nossas casas. Essa é uma decisão coletiva, entre os poderes constituídos do município, para o bem da população, para evitar aglomerações nos comércios, para proteção dos trabalhadores e para evitar a proliferação do vírus na nossa cidade. É uma medida emergencial para tentar evitarmos um surto de coronavírus em Aquidauana. Não podemos esmorecer, é uma luta contra o tempo e contra um vírus poderoso", afirmou o prefeito Odilon.Segundo o decreto, continua suspenso o funcionamento de casas noturnas, clube de festas e eventos, igrejas e templos religiosos, incluindo-se reuniões religiosas com aglomeração de pessoas, estendendo a suspensão a pesqueiros, campings e hotéis fazenda localizados em Aquidauana.As agências bancárias deverão, no período de suspensão, manter atendimento exclusivamente por meio dos caixas eletrônicos, sem atendimento ao público, mantendo funcionamento interno mediante regime de plantão, a atender serviços inadiáveis e/ou urgentes, bem como os abaixo relacionados: saque do INSS sem cartão; saque do seguro-desemprego sem cartão; saque de benefícios sociais sem cartão; saque do PIS, PASEP e FGTS sem cartão, bem como, confecção e desbloqueio de senhas; e desbloqueio de senhas e cartões de contas.

Fonte: Agecom


Prefeitura Municipal de Aquidauana

Luiz da Costa Gomes , Nº 711
Bairro Cidade Nova
Aquidauana / MS
CEP: 79200-000
Telefone: (67) 3240-1400

Horário de atendimento: de segunda à sexta, das 07h às 13h